domingo, 8 de fevereiro de 2015

Vai tirar as grades?



 

O governo do PT em Minas já completou um mês e as grades continuam cercando o Palácio da Liberdade, do jeito que a ditadura fez e que nenhum governo civil, a partir de Tancredo (82-86), teve coragem de mudar.
As grades foram colocadas em 1967, quando o atual governador se iniciava na política, pelo Movimento Estudantil, contestando a ditadura.
Seria um ato simbólico de grande importância retirá-las, tornando os gramados e tudo mais ao redor do prédio espaços públicos, livres. Poderia ser também o primeiro passo para a criação do Largo da Liberdade, unindo praça e palácio, todos os prédios cercados por calçadão, gramados, jardins, pista para caminhada, ciclovia.
É evidente que as grades enfeiam o palácio e o que significam, emocionalmente, psicologicamente, mentalmente, inconscientemente.
Nas fotos acima, o palácio antes e depois, quando não tinha grades e hoje. Copiei-as da internet, desconheço os autores, que não estavam identificados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.