quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Arrogância de um pastor batista de classe média

A ascensão dos evangélicos é o fato político e social mais importante do Brasil nas últimas décadas, mas sociólogos, cientistas políticos, jornalistas e a esquerda não dão atenção a isso.
Qual o papel dos evangélicos no golpe? O deputado que conduziu o processo de impeachment é um evangélico, Eduardo Cunha.
Igrejas evangélicas ocupam inúmeros canais de televisão. Uma igreja é dona de uma rede de televisão.
A igreja desse vídeo não é uma dessas igrejas novas, para pobres, é uma igreja evangélica tradicional, batista, frequentada por classe média.Esse pastor se comporta de forma arrogante, considerando seus fiéis como gado.
Age como padres católicos agiam no século passado, assustando seu rebanho com o fantasma do comunismo.
Age como agiram padres da igreja católica no golpe de 64, com a marcha da família. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.