sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Quem quer combater a corrupção?

É isso aí.
Mas a imprensa publica? A "grande" imprensa quer isso? Os interesses da imprensa sensacionalista, que vive de publicidade pública, que sonega impostos, que inventa notícias e flerta com o golpe, são inconfessáveis. Ela se alimenta da corrupção como os aguapés da Lagoa da Pampulha prosperam no esgoto.

Do Portal Brasil.
Dilma convoca pacto nacional contra a corrupçãoEm solenidade de diplomação para seu segundo mandato como presidenta da República, nesta quinta-feira (18/12/14), Dilma Rousseff convocou "um grande pacto contra a corrupção" entre a sociedade e todas as esferas de governo

"Esse pacto vai desaguar na grande reforma política que o Brasil precisa promover a partir do próximo ano. Vamos convidar todos os Poderes da República e todas as forças vivas da sociedade para elaborarmos, juntos, uma série de medidas e compromissos duradouros", declarou.
Dilma reforçou a necessidade do diálogo com a sociedade e instituições numa “guerra contra a corrupção” e saiu em defesa da Petrobras, alvo de recentes denúncias.
"Toda vez que, no Brasil, se tentou condenar e desprestigiar o capital nacional estavam tentando, na verdade, dilapidar o nosso maior patrimônio – nossa independência e nossa soberania", observou a presidenta.
"Temos que saber apurar e saber punir, sem enfraquecer a Petrobras, sem diminuir a sua importância para o presente e para o futuro. (…) Temos que punir as pessoas, não destruir as empresas. Temos que saber punir o crime, não prejudicar o país ou sua economia", enfatizou.
Dilma Rousseff destacou os esforços do país em investigar e descobrir a verdade, tanto em relação a crimes praticados durante a ditadura, como o recente trabalho da Comissão Nacional da Verdade, quanto na investigação de acusações.
"Temos a felicidade de estar vivendo em um país onde a verdade não tem mais medo de aparecer e onde as pessoas enfrentam a verdade sem medo. Um país que não tem medo de discutir os crimes do arbítrio durante a ditadura e também não tem medo de expor e punir as mazelas da corrupção e dos crimes financeiros", afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.