sexta-feira, 27 de abril de 2018

Qual é a única coisa que une os brasileiros e que o poder prefere esconder?

"Que idiota!" foi a expressão que me ocorreu ao ler o artigo abaixo.
Achar que o combate à corrupção é uma bandeira política nacional à essa altura da deterioração do país só mesmo um estrangeiro idiota. Ou será mal intencionado? E achar que a larva jato é uma cruzada contra a corrupção! Isso cabe num povo manipulado pela globoetc., mas não num jornalista de experiência internacional. A não ser que represente interesses estrangeiros que se apropriam do país desde o golpe.
Não vê, jornalista experiente, que Datafolha é para isso mesmo, sempre foi? A saber: fornecer pesquisas que embasem o conteúdo ideológico que a Folha propaga?
Não, o Brasil está dividido, sim, e o que pode uni-lo, como uniu a maioria na eleição de 2014, apesar de toda a manipulação da Folha e da Globo etc., é a redução de desigualdades, é a democracia. O combate à corrupção não está acima da democracia e muito menos é uma bandeira sincera da direita que derrubou o governo eleito.
E de uma vez por todas, ingênuo jornalista, quem esconde informações no Brasil não é (só) o poder, seja ele qual for, é (principalmente) a imprensa! E quem disse isso foi Roberto Marinho: "O Globo é importante pelo que não publica".


Juan Arias, 24 ABR 2018 - 11:39 BRT, El País.

Será verdade que, como injustamente se divulga no exterior, os brasileiros estão divididos em tudo? Que nada é capaz de unir os cidadãos de um lado e do outro do arco político? Há dois brasis irreconciliáveis em tudo? A julgar pelos resultados da última pesquisa nacional do Datafolha, a resposta é não.
De acordo com essa pesquisa, quem aposta em um Brasil dividido em tudo deve se sentir frustrado. Existe um tema que vem incendiando a opinião pública nos últimos anos e que se intensificou com a condenação e prisão de Lula: o apoio à Lava Jato, cuja continuidade é defendida por 84% dos brasileiros. Apenas insignificantes 12% acham que deve terminar. O Brasil todo parece unido na luta contra a corrupção e contra as tentativas de “estancar a sangria”, sonho de tantos políticos e poderosos e até mesmo de boa parte do Supremo Tribunal Federal. Entre esses 84% que querem que a Lava Jato continue estão, por exemplo, 77% dos eleitores de Lula, algo que o PT, que acusa a Justiça de ser seletiva com seu partido, deveria explicar, se de fato a grande maioria de seus eleitores também defende essa cruzada contra a corrupção.


Clique aqui para ler a íntegra no El País.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.