quinta-feira, 7 de novembro de 2019

Grande imprensa finge que é contra, mas apoia governo do capitão

Assim como apoiou Temer, assim como apoiou o golpe. Basta ver as manchetes.
O governo liberal destrói o país, entregando-o para o capital e tirando todos os direitos possíveis dos brasileiros, mas a imprensa chama isso de "reformas", que ela apóia sem criticar.
São "necessárias". Para quem? Não para os brasileiros, não para os trabalhadores, não para o povo. São necessárias para o capital.
A reforma da previdência vai "economizar" bilhões. Como assim "economizar"? Tirar aposentadoria dos velhos trabalhadores. Quer dizer que tirar dinheiro dos trabalhadores é economizar. A reforma trabalhista também "economizou". Assim sobra mais dinheiro para o capital, mais lucros, mais dinheiro do Estado, que vem dos impostos e que será destinado a subsídios e todo tipo de favorecimento ao capital. É só isso que o governo vem fazendo desde o golpe. E que a imprensa aplaude, porque representa os interesses do capital, não tem o menor compromisso com o Brasil, muito menos com os trabalhadores, o povo, os brasileiros.
Cortar despesas com educação também é "economizar". Cortar despesas com saúde também é "economizar". Tudo que é despesa com pobre, com povo, com trabalhador se for cortado é "economia".

Todo dinheiro "economizado" com os trabalhadores vai para pagar a dívida com os bancos, os elevadíssimos juros da dívida bancária. O governo não economiza no pagamento aos bancos.

A grande imprensa sabe disso e apóia essa política, como apoiou o golpe contra a democracia, como apoiou a eleição do capitão.
Políticos também pensam com a imprensa, STF também etc.
Preparam cenário para revoltas. 
Enquanto o governo destrói tudo em nome do liberalismo etc., o capitão faz palhaçadas para distrair o público, e a imprensa o ataca, para fingir que tem compromisso com o Brasil, com a democracia, com o povo etc. Tudo cena.
O que importa é que a sociedade está sendo destruída e só vai sobrar o caos capitalista, com o crime organizado fazendo o que quer, inclusive o crime organizado do capital, que nunca aumentou tanto quanto durante esse período de larva jato, de "combate à corrupção". Que de fato foi só uma operação política para afastar do poder líderes políticos que ganhavam eleições e colocar no poder a turma do liberalismo.
Para mudar isso, para recompor uma sociedade minimamente civilizada, para recuperar direitos e reconstruir a democracia, vai levar tempo.
Para os brasileiros terem de novo um governo que deixa de economizar em gastos com os brasileiros e passar a economizar em gastos com o capital, com os banqueiros, os empresários, o agronegócio, as mineradoras, os industriais, as castas privilegiadas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.