sábado, 23 de agosto de 2014

DCM acompanha culto no Templo de Salomão

Do Diário do Centro do Mundo. 
"Satanás mandou destruir o templo e precisamos de dinheiro": o DCM foi ao culto no Templo de Salomão 
por Pedro Zambarda de Araújo

"Estão vendo esta imagem aqui? Qual sensação ela causa para vocês?", perguntou o bispo ao puxar um slide em uma projeção durante o culto religioso da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd) no Templo de Salomão, no bairro do Brás, em São Paulo. "Ela é o diabo! Ela é o satanás! Precisamos de 150 mil reais para consertar a frente deste templo. Se cada um daqui doar 20 reais, nós conseguiremos o conserto apenas neste culto".
A tentativa de "humilhar o satanás" dentro do Templo de Salomão é uma resposta ao acidente que ocorreu no dia 19 de agosto. Um ônibus que trafegava na Avenida Celso Garcia bateu em um carro e acabou invadindo a fachada, derrubando uma das grades e danificando parte do asfalto no impacto. Apesar de a Universal pedir dinheiro aos fiéis, apuramos no local que a calçada está consertada e o templo já estava com um acabamento novo. O único dano remanescente era parte da grama que foi retirada do local onde ocorreu o acidente.
Esta foi apenas uma das vezes em que os bispos e os sacerdotes da Universal presentes pediram o dízimo dos ganhos dos fiéis no primeiro culto público do Templo. O dinheiro é recolhido por voluntários e funcionários espalhados pela nave em que ocorrem os cultos, na base do edifício. Na cerimônia toda, a igreja pediu contribuições no começo da celebração, para tirar “amarrações do mal”, e na metade, para cobrir os gastos com o conserto.
Para comparecer ao Templo de Salomão, a única dificuldade é conseguir uma vaga em cultos que estão lotados, com cerca de 10 mil visitantes. Você deve ir a uma das unidades da Universal espalhadas em São Paulo e pedir um dos ingressos gratuitos. A Iurd pede apenas seu nome, email de contato e um telefone. O ingresso é uma pulseira colorida com o dia, acompanhado pelo horário. Você pode ir em caravanas organizadas pela igreja, por 45 reais, ou em uma das diversas linhas de ônibus de São Paulo que passam por ali.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.