sexta-feira, 10 de maio de 2019

Capitão presidente decreta o fim do Dia das Mães

A data faz parte do legado de Getúlio Vargas que os liberais exaltados querem liquidar. Assim como a CLT, a Petrobrás e tudo mais que começou a ser criado em 1930. E o horário de verão. Não sei se o capitão presidente vai fazer isso, não li em lugar nenhum, talvez ele não tenha pensado nisso ainda, mas é bem mais factível do que muitas fake news que os brasileiros repetem. De qualquer forma, é uma boa oportunidade para discutir essa ideologia liberal fanática. E a ideologia da Revolução de 30. Se o Dia das Mães é parte do legado do ditador Getúlio, por que não acabar também com essa data, como acabaram com o horário de verão? A matéria da BBC não se compromete. Trata o assunto como curiosidade, como quase tudo. O sujeito fez a matéria na Eslovênia (!) para publicar no Brasil. Mas é brasileiro, pelo nome. Eu, heim. Será que foi à Eslovênia pesquisar sobre o Estado Novo?

Dia das Mães: como surgiu a celebração no Brasil e por que a data varia em outros lugares do mundo

Edison Veiga. De Bled (Eslovênia) para a BBC News Brasil. 

"O segundo domingo de maio é consagrado às mães, em comemoração aos sentimentos e virtudes que o amor materno concorre para despertar e desenvolver no coração humano, contribuindo para seu aperfeiçoamento no sentido da bondade e da solidariedade humana."

Assim declara o decreto de número 21.366, assinado pelo então presidente Getúlio Vargas (1882-1954) e publicado em 5 de maio de 1932.

O documento ainda tece três considerações para justificar a lei: "que vários dias do ano já foram oficialmente consagrados à lembrança e à comemoração de fatos e sentimentos profundamente gravados no coração humano"; "que um dos sentimentos que mais distinguem e dignificam a espécie humana é o de ternura, respeito e veneração, que evoca o amor materno"; e "que o Estado não pode ignorar as legítimas imposições da consciência coletiva, e, embora não intervindo na sua expressão, e do seu dever reconhecê-las e prestar o seu apoio moral a toda obra que tenha por fim cultuar e cultivar os sentimentos que lhes imprimem, força afetiva de cultura e de aperfeiçoamento humano".

Clique AQUI para ler a notícia na íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.