sexta-feira, 24 de maio de 2019

Por que precisamos de uma Constituinte

Democrática, popular e soberana.
Porque a ordem brasileira desmoronou. Todas as instituições fundadas em 1988 foram se desmanchando ao longo da Nova República e naufragaram no golpe de 2016. Agora entramos no "buraco negro", mas não só da economia, como diz Delfim Neto, principalmente no buraco negro da ordem social e política.
A notícia abaixo é mais um exemplo. Militares não podem ser julgados por seus pares, a não ser em questões internas. Militares são subordinados aos civis, à sociedade, como tudo mais. A Constituição de 1988 manteve essa aberração, assim como manteve a organização policial da ditadura. Corporações protegem seus membros, é para isso que existem. Assim como o Judiciário protege juízes e desembargadores e o Legislativo protege seus políticos. Ao longo da Nova República as corporações foram tomando conta do país, criando e aprofundando privilégios, de forma que hoje vivemos numa sociedade de castas. Todas as instituições brasileiras precisam ser revistas democraticamente, para que possamos reconstruir a democracia e sair do buraco negro que nos leva para a anarquia ou para a ditadura.
A PM, por exemplo, que deveria ter sido extinta, se tornou herdeira da ditadura como força de repressão do povo, se corrompeu e se misturou com o crime organizado. O golpe aprofundou isso, o governo atual é o próprio governo do crime organizado. E as instituições que deveriam impedir isso -- juízes, tribunais, STF, Congresso, imprensa -- se omitiram ou aderiram ao golpe, corrompidos também.
Só uma Constituinte nos tira disso, porque o caos é tamanho que precisamos reorganizar tudo. Com uma Constituinte, com mobilização da sociedade, com discussão franca e profunda dos nossos problemas, organização de novas forças políticas, decisões da maioria formada pelo esclarecimento e pela responsabilidade, pela participação, pelo estabelecimento de princípios claros, democráticos.
Que Brasil queremos?
A maioria não quer, ou pelo menos a ela não interessa, o Brasil que os banqueiros e o capital estrangeiro, além dos interesses americanos, estão nos impondo, com o corte dos direitos e o aprofundamento das desigualdades e injustiças, com a reforma da Previdência, a reforma trabalhista, a entrega do pré-sal, a entrega da Amazônia, os rompimentos das barragens, a liberação dos agrotóxicos, a matança dos pobres, a destruição do SUS, a privatização das universidades públicas, a entrega da Embraer, a destruição do ensino público, o desemprego, a miséria.
Precisamos discutir o Brasil que queremos e começar a construí-lo, não sob a liderança de um messias, mas com a força da nossa vontade e com a nossa responsabilidade. 

Tribunal manda soltar 9 militares que mataram músico e catador no Rio
Decisão foi do Superior Tribunal Militar. Agentes já são réus pelos crimes que serão julgados pela Justiça Militar, sob crítica de especialistas.
O Superior Tribunal Militar (STM) decidiu nesta quinta-feira (23/5/19), por 12 votos a 2, soltar nove militares do Exército que estavam presos preventivamente desde 8 de abril por terem disparado mais de 240 tiros de fuzil e pistola, 62 deles contra o carro em que estava o músico Evaldo Rosa dos Santos, em Guadalupe, na zona oeste do Rio de Janeiro. Santos, que viajava com a família para um chá de bebê, e o catador Luciano Macedo, que tentou socorrê-lo, morreram em decorrência do ataque. Os militares, que já são réus pelo crime, dizem ter confundido o veículo com o de traficantes.

Clique AQUI para ler a íntegra da matéria no El País.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.