segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Jovens transformam em espaço cultural um ex-hospital de torturas em BH

Do blog do Rudá Ricci.
Local que foi palco de tortura infantil em BH vira espaço cultural comunitário
No próximo dia 26 comemora-se um mês que um casarão localizado no bairro Santa Efigênia, em Belo Horizonte, foi ocupado por jovens que diariamente oferecem atividades culturais à população.
Virou um centro cultural. Mais uma ação de jovens, muitos deles articuladores das manifestações de junho na capital mineira.
Não por outro motivo, logo na entrada do casarão, aparece um cartaz onde se lê: "O espaço é horizontal" (assim como a Assembleia Popular Horizontal, principal organização criada durante as manifestações juninas).
Não há hierarquia por lá.
O nome, Luiz Estrela, é uma espécie de Amarildo mineiro. Morador de rua que participava do circuito cultural da capital, foi assassinado próximo da Praça da Estação. O crime nunca foi investigado.
Há uma pendenga com o governo estadual que havia decidido ceder o espaço para uma empresa.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.