domingo, 1 de junho de 2014

A lição do DCM sobre moderação de comentários

Do Diário do Centro do Mundo. 
Como o DCM fez o G1 mudar sua política de comentários 
Paulo Nogueira

Os editores da Globo ouviram o DCM. Foi estancada uma das maiores fontes de aberrações no mundo digital brasileiro: os comentários do G1.
Isso aconteceu dias depois de termos dado algumas matérias sobre o tema.
Tinha me chamado a atenção, particularmente, um comentário em que um leitor dizia, sem nenhum constrangimento, que já era hora de entrar na casa de políticos como Genoino e matar as pessoas.
Escrevi um texto. Perguntei: os acionistas não lêem este tipo de coisa? E os editores? E os anunciantes? Que anunciante quer ver sua marca associada a leitores facínoras?
E depois agi como repórter.
A Globo é espantosamente desorganizada – fruto do monopólio e da reserva de mercado, coisas que minam a boa administração. Numa maratona telefônica em que sucessivas pessoas me passavam para gente que dizia nada a ter com o assunto, cheguei enfim ao editor-chefe do G1.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.