domingo, 5 de janeiro de 2014

Salário de Joaquim Barbosa sobe para R$ 29,4 mil

Ele queria mais: R$ 40 mil.
O alto valor dos vencimentos sugere mérito pessoal e que os juízes promovem a justiça. Mas será que é isso que acontece, ou será que eles estão lá por meios políticos e favorecem as elites (engavetando processos, por exemplo), enquanto os pobres vão presos e não têm acesso à justiça?
Será que seguem o mesmo regime de trabalho, de aposentadoria, de previdência social, de atendimento de saúde etc. dos demais trabalhadores ou têm regalias que o povo que os sustenta com o pagamento de impostos não tem?
E será que a justiça os atinge quando cometem falcatruas ou será que estão acima da lei, imunes?
Que justiça é essa? Com certeza os juízes não são todos iguais.

Da Agência Brasil
Ministros do STF começam ano com aumento de R$ 1,4 mil 
André Richter

Os 11 ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) começaram o ano com aumento de aproximadamente R$ 1,4 mil nos salários.  De acordo com uma portaria publicada na sexta-feira (3/1/14) no Diário da Justiça, desde o dia 1º de janeiro, o salário dos ministros passou de R$ 28.059,29 para R$ 29.462,25, um reajuste de cerca de 4,9%.
O aumento provocou efeito cascata nos subsídios dos demais membros da magistratura, como juízes e desembargadores dos tribunais federais e estaduais. O salário dos ministros do STF é o teto constitucional, valor máximo pago aos servidores públicos, e serve de parâmetro para o cálculo dos vencimentos dos demais magistrados do país.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.