quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

A rede de comunicação do trabalhador

"Ainda bem", poderia ser acrescentado ao lide da matéria abaixo: ninguém mais aguenta ler o noticiário distorcido da "grande" imprensa. O que a notícia não diz é que "sindicatos" ligados ao PSDB já têm a sua rede de comunicação, muito mais ampla e antiga: é a rede da qual faz parte a própria Folha e o Uol, além das organizações Globo, das publicações da editora Abril (Veja etc.) e do Estadão (jornal e internet). A TVT e a Rede Brasil Atual seguem a política do PT de não enfrentar o capital, mas concorrer com ele, contando com o apoio popular. Às vitórias eleitorais, é acrescentada a conquista da opinião pública. Só se pode desejar que essa rede prospere e atinja todo o País.

Da Folha de S. Paulo.
Sindicatos vinculados ao PT criam rede de comunicação
Daniel Roncaglia
Sindicatos ligados à CUT (Central Única dos Trabalhadores) e ao PT fortaleceram nos últimos meses uma espécie de rede de comunicação que dispõe de emissoras de TV, rádios, revistas, jornais e saites de notícias.
O projeto, planejado desde a década de 1980, é voltado "para quem não está satisfeito com o que encontra na mídia comercial", como dizem seus organizadores no saite da Rede Brasil Atual.
A rede busca ir além do tradicional jornalismo sindical, produzindo conteúdo para o público em geral. A operação tem custo estimado de R$ 800 mil mensais e inclui um corpo de 170 jornalistas.
Na semana passada, o ex-presidente Lula mencionou a expansão da emissora, em entrevista à TVT (TV do Trabalhador, que integra a rede).
"A TVT, se Deus quiser, vai evoluir muito", disse Lula. "Deixa sair a antena da Paulista para comemorarmos." Em 2013, uma antena geradora na avenida Paulista permitirá ao canal ser sintonizado na Grande São Paulo.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.