sábado, 17 de maio de 2014

A coordenadora do plano de governo do Aécio e a privatização da Vale

Da RBA.
Coordenadora de plano de governo de Aécio comandou cortes na Vale pós-privatização 
Economista Carla Grasso, que promoveu demissão de 27% dos funcionários em um ano, era famosa dentro da empresa por 'medidas impopulares' e por 'fritar' diretores

São Paulo – Anunciada hoje (15) como coordenadora-executiva do plano de governo do PSDB na disputa pela Presidência da República, a economista Carla Grasso acumula um currículo que parece se alinhar à promessa do pré-candidato Aécio Neves de adotar "medidas duras" caso chegue ao Planalto.
Entre 1997 e 2011, Carla ficou conhecida dentro da Vale como a encarregada pelas decisões impopulares. Formada em Economia pela Universidade de Brasília (UnB), foi contratada logo após a privatização feita pelo governo Fernando Henrique Cardoso, em 6 de maio de 1997. De janeiro até ali, preparando o ambiente propício a investidores, a então estatal já havia cortado o quadro de funcionários, passando de 18 mil a 14 mil. Ao assumir a função, Carla fez o que é conhecido como "limpeza", com o corte de mais 3 mil empregados, 27% do total, e mudanças no plano de previdência, de modo a tornar a corporação mais "eficiente", no linguajar do mercado financeiro.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.