terça-feira, 22 de julho de 2014

A perseguição política no Brasil

No Rio, advogada pediu asilo ao Uruguai.

Do Viomundo.
Mãe de Fábio Hideki passa por revista vexatória em presídio 
Nesta quarta, 23, completa um mês que o estudante e funcionário da USP foi preso
por Lúcia Rodrigues, especial para o Viomundo 

A dona de casa Helena Harano, 54, mãe do estudante e funcionário da USP, Fábio Hideki Harano, foi submetida ao constrangimento da revista vexatória para visitar o filho no presídio de segurança máxima de Tremembé, no interior do Estado de São Paulo.
"É vexatório, é vexatório… O fato de a gente ficar nua é uma coisa, mas ter de agachar, por ser mulher, para dizer que eu não estou transportando nada dentro do meu órgão genital, nos dias de hoje é inadmissível. Eu me sinto agredida com isso", desabafa.
Ela explica como o procedimento ocorre. "Tem um local que a gente segura, apoia o corpo e agacha três vezes de frente e três vezes de costas."
No último sábado, 19, ela foi a Tremembé, mas cedeu a vez para o marido visitar o filho. No presídio, as visitas são permitidas aos sábados e apenas duas pessoas podem entrar. A mãe de Fábio já passou pelo constrangimento da revista, duas vezes. Visitou o jovem nos dias 5 e 12 de julho, acompanhada pelo outro filho, Alexandre.
Helena conversou com a reportagem de Viomundo ao final do ato por liberdades democráticas, que ocorreu na Câmara Municipal de São Paulo, na última sexta-feira, 18. "Meu filho é inocente, liberdade para Hideki", dizia o cartaz levantado por ela, ao final de sua intervenção na manifestação.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.