quarta-feira, 30 de julho de 2014

Único condenado pelos protestos de 2013 é morador de rua

Do Diário do Centro do Mundo.
"Único condenado pelos protestos de 2013 é morador de rua"
Abaixo, trechos de um artigo de Lincoln Secco, professor de História Contemporânea da Faculdade de Filosofia, Ciências Humanas e Letras da USP:
"Rafael Braga Vieira, de 25 anos, foi preso no dia 20 de junho de 2013, no Rio de Janeiro, durante os protestos que sacudiram o Brasil naquele ano. Ele não adotava tática black bloc. Ele não pertence a uma organização anarquista. Não possui amigos influentes que o defendam, pois é morador de rua.
"Não se ouviu o Ministro da Injustiça dizer que o inquérito foi forjado. É que até para se lembrar de um acusado é preciso que ele seja bem nascido, com nível superior, preferencialmente branco e com uma rede de amigos solidários. A grande imprensa e seus áulicos preferiram fazer uma novela de baixa qualidade para acusar "pessoas mais interessantes" como Sininho, Camila e seus "seguidores". Sem esquecer que aquelas ativistas são igualmente vítimas da desinformação midiática e da mentalidade fascista de muitos policiais.
"Aliás, pessoas como o ministro e outros políticos graúdos não se solidarizaram nem mesmo com os condenados do seu partido. Se não ajudam aos amigos, o que dizer dos outros? Mas veremos muita gente (de direita ou não) escrever que Rafael é terrorista ou que não devia estar ali, já que nada tinha a ver com protestos. Como se protestar também fosse crime. Bem, Rafael morava ali… Na rua."
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.