sexta-feira, 25 de julho de 2014

Aécio, aeroportos e aeronaves

A moralidade pública dos tucanos é a última bandeira que lhes restou. Não é original, porque os golpistas da UDN já a balançavam, até que veio o golpe de 64. Também não os distingue, como se vê em inúmeras histórias como esta.
O que distingue os tucanos é que têm a proteção da "grande" imprensa. Enquanto ela bate diariamente no governo petista, as denúncias contra os tucanos surgem e logo desaparecem do noticiário. Quem fala ainda no helicoca dos Perrelas? E o aeroporto que Aécio construiu na fazenda do tio?
Para se ter ideia do que isso significa, quando era oposição ao governo Newton Cardoso, o principal jornal mineiro transformava um caso como este em manchete, não deixava o assunto morrer e ainda levava a imprensa nacional a repercuti-lo.

Da RBA.
Aécio construiu aeroporto em outra cidade em que tem fazenda: Montezuma
Cidade tem 7.500 habitantes, apenas 27% das residências atendidas por rede de esgoto e muitas ruas não têm ainda um asfalto como o da pista do aeroporto, feito com recursos do município
por Helena Sthephanowitz, publicado 23/7/2014 17:22, 

Não foi só a cidade de Cláudio (MG), onde o senador Aécio Neves (PSDB) tem propriedade rural, que teve aeroporto construído com critérios que mais atendem a conveniência privada da oligarquia política dos Neves da Cunha do que ao interesse público.
A cidade de Montezuma, no norte do estado, também teve sua pista de pouso asfaltada quando o tucano era governador. A Perfil Agropecuária, empresa herdada pelo senador tucano, apropriou-se de 950 hectares de terras no município, que o estado de Minas Gerais considerava públicas, por meio de um polêmico processo de usucapião.
Nas licitações do Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) realizadas em 2008 aparece uma única obra de pavimentação de aeródromo no interior: Montezuma. Justamente onde a empresa agropecuária do Aécio tem fazenda.
Como o uso da pista é muito raro, já que a cidade tem cerca de 7.500 habitantes, a população dos sem-avião questionou a obra, uma vez que há diversas outras necessidades urgentes a ser atendidas. Detalhe: já há aeroportos em municípios vizinhos da região, como Salinas, Janaúba, Rio Pardo de Minas e Espinosa.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.