segunda-feira, 14 de julho de 2014

Roda Viva com Juca Kfouri

Visto um mês depois, este Roda Viva mostra os abismos da imprensa e da sociedade.
É claro que a tevê tucana paulista quer com o programa atacar o governo federal petista, como faz sistematicamente, tanto que o programa já pode ser chamado de Roda Tucana, em vez de Roda Viva (quando não interessa à emissora, a gravação some da internet; este também tem um corte brusco).
O apresentador parece ter dificuldade de raciocinar e Dines é o flexível que quer fazer jornalismo sem ficar mal com ninguém, mas o eminente Juca eleva o nível e tentam acompanhá-lo. "Estou pouco me lixando pro PT e pros tucanos", diz o jornalista sociólogo.
A Copa foi um sucesso, a Seleção foi um fracasso, exatamente o oposto do que a imprensa previu.
Não houve a guerra fora dos estádios, como todos esperavam e aconteceu inesperadamente na Copa das Confederações.
Em grande parte porque a lei geral da Copa pôs o Brasil em estado de sítio e um aparato policial treinado e armado como nunca ocupou as cidades-sede.
A Seleção, que venceu admiravelmente a campeã Espanha em 2013 na final, deu vexame em 2014 -- a Espanha não passou da primeira fase, o que ajuda a esclarecer alguma coisa.
Ao contrário do que todos previram, a Copa foi um sucesso e a Seleção foi um fracasso.
O que nós perdemos na Copa não foi o título, com goleada para a Alemanha, mas o fato de governos -- de todos os partidos, como assinalada Kfouri -- se aliarem aos corruptos da Fifa, seus empreiteiros e empresas licenciadas para ganhar dinheiro, muito dinheiro, às custas do Erário e da supressão dos direitos dos brasileiros.
Aceitar as exigências da Fifa, construir estádios luxuosos e caríssimos, entregar os espaços públicos para empresas, remover moradores e outros para obras da Copa, armar a polícia para reprimir a população, impedir a circulação das pessoas nas "áreas Fifa", estes foram os prejuízos da Copa.
Juca Kfouri e a ESPN, o "oásis" no qual ele trabalha, são um raro jornalista e um raro veículo na grande imprensa que ainda têm discernimento para separar o joio do trigo e fazer jornalismo.
Vale a pena ver até o fim porque as últimas perguntas são as das melhores (mais que as respostas até).
O que a gente fica sem entender é como Juca Kfouri é grande amigo do reacionário lambe-botas que apresenta o programa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.