quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Mate os males mas não se importe com desenganos

Quem não ouviu, perdeu. Quem não conhece, não pode desconhecer. Direto do túnel do tempo, há quarenta anos. Até hoje lembro das letras e músicas: "Granulou-se o verde vertentiii..." E durou só um ano. Com vinte anos de idade, Guilherme Arantes era um grande poeta, além de grande músico. Em meados dos anos 70, governo Geisel, "abertura", havia jovens que mexiam com política e jovens que mexiam com música, às vezes com os dois. E os outros. Tempos estranhos, repletos de trilhas musicais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.