quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Chile em greve

Depois dos estudantes, os trabalhadores. No Chile, como no Brasil, a obra de ditadura resiste ao tempo e a governos de esquerda. O Chile, como Belo Horizonte, é governado por um milionário.

Da Agência Carta Maior.
Chile vive segundo dia da greve geral de trabalhadores
A quinta greve nacional desde o retorno da democracia em 1990 reflete que há algo que resiste à mudança no Chile: a direita que criou o atual modelo econômico, político e social instaurado com a ajuda do ditador Augusto Pinochet nos 17 anos que durou sua ditadura. Mobilização reúne trabalhadores e estudantes: os dois atores que mais perderam com a sociedade de mercado instalada pela direita, aprofundada pelos governos da Concertação entre 1990 e 2010 e radicalizada pelo atual governo.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.