domingo, 28 de agosto de 2011

A diferença que uma administração popular faz

Em Porto Alegre a prefeitura está do lado da população, em Belo Horizonte está a serviço das construtoras que querem derrubar tudo para construir espigões. E a cidade vai ficando cada vez mais caótica. Mas não tem problema, é só ir morar em condomínios em municípios vizinhos, como o próprio prefeito Lacerda.

Do Sul 21.
Porto Alegre acordou tarde para a preservação do patrimônio histórico, diz secretário
Nubia Silveira
"Porto Alegre chegou tardiamente, como chegou o Rio Grande do Sul, à questão do Patrimônio Histórico e Cultural", afirma o secretário municipal da Cultura, Sergius Gonzaga. Ele recorda que, em 1970, havia uma proposta de demolir o Mercado Público e que ninguém levantou a voz contra esta possibilidade. O atraso na preservação dos bens culturais, segundo o secretário, aconteceu por causa da especulação imobiliária e também em função dos arquitetos modernistas, que defendiam a construção de prédios atuais. Nesta linha, afirma, foi construído um prédio moderno, sede do Tribunal de Justiça, em substituição ao que existia ao lado do Theatro São Pedro e que tinha as mesmas linhas arquitetônicas do teatro. A nova construção fugiu totalmente do estilo arquitetônico existente no entorno da Praça da Matriz. Outro caso lembrado por Sergius é o do Colégio Júlio de Castilhos, que também perdeu suas antigas características.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.