quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Ricos ficaram mais ricos em 2012

A crise faz parte do capitalismo e concentra riqueza, como se sabe desde o século XIX. As políticas de "austeridade" exigidas por organismos internacionais e implementadas por governos conservadores nada mais fazem do que tirar dos pobres para dar aos ricos.

Do Opera Mundi.
Apesar da crise, 100 mais ricos do mundo ganharam US$ 241 bilhões em 2012 
Com efeitos avassaladores sobre a população mundial desde sua eclosão, em setembro de 2008, a crise econômica foi bastante positiva em 2012 para os bilionários do planeta, conforme revela resumo anual da agência Bloomberg, publicado nesta quarta-feira (2/1/13). As 100 pessoas mais ricas do mundo ganharam 241 bilhões de dólares no ano que passou, ou, de acordo com comparação feita pelo jornal Publico.es, tudo o que a Espanha – um dos países mais atingidos pela crise – gastou com aposentadorias, desemprego, saúde e benefícios sociais em 2012. Todas as fortunas juntas somam agora 1,9 trilhões de dólares.
No topo da lista da Bloomberg está o magnata mexicano Carlos Slim, com uma fortuna avaliada em 75,2 bilhões de dólares. As receitas de suas empresas de telecomunicação, imobiliárias e as ações em grupos de comunicação cresceram 21,6% no ano passado. Slim, que é proprietário da Telmex, o que lhe dá o monopólio das comunicações no México, têm também numerosos negócios na Espanha. Em 2011, o milionário se tornou um dos sócios privados mais importantes do CaixaBank e em 2012 passou a ser acionista majoritário do time de futebol Real Oviedo Club.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.