sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Cemig vai aumentar tarifa residencial que Dilma diminuiu

Dilma dá com uma mão, Aécio Anastasia tira com a outra. Com aval da Aneeel. O governo federal petista diminuiu as tarifas de energia elétrica em 18%, mas o governo estadual tucano vai aumentar de novo. Só para os consumidores, empresários ficarão de fora: os consumidores vão pagar o subsídio às indústrias. Pra gente não ter dúvida de quem é que manda no estado.

Do Portal Minas Livre.
Aneeel sugere elevação de 9% na tarifa residencial da Cemig 
Joana Tavares
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) realizou, na manhã desta quarta-feira (20/2/13), na sede da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) uma reunião técnica para esclarecimentos do processo de reajuste de tarifa. A mudança se deve ao terceiro ciclo de revisão tarifária, previsto por lei, e vai incidir sobre as tarifas a partir de 8 de abril.
Edvaldo Santana, diretor e ouvidor da Aneel, apresentou, junto com técnicos da agência, os dados que embasam a sugestão de reajuste que a agência propõe, que estavam abertos a discussão na reunião técnica da quarta-feira. Esse tipo de abertura não está prevista para a audiência do dia 1° de março, quando será definido o valor do reajuste, a partir das contribuições de todos os envolvidos.
Pelos dados apresentados, apesar de ter havido uma redução da ordem de 9% nos gastos de distribuição, o reajuste preliminar médio seria de 6,36%. Já os consumidores cativos da Cemig – os residenciais – teriam rejuste de 9,06%. A Aneel chegou a esse valor a partir do levantamento de diversos gastos (encargos setoriais, transmissão, geração, distribuição, financeiros).
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.