sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

O papa renunciou em latim

Uma curiosidade que é mais do que curiosidade. A repórter deu o furo porque sabe latim. O latim é mais uma ligação da igreja com o império romano.
Dá uma marchinha de carnaval:
O papa renunciou em latim
Chamou a turma e lhe disse assim:
(bis)
Escolham outro, não dá mais pra mim...
O papa renunciou
No meio do carnaval
Ele não aguentou  
A folia até o final 

Do Observatório da Imprensa, reproduzido do Estado de S. Paulo.
Só uma jornalista entendia latim
Por Jamil Chade
"No momento em que entendi o que o papa dizia, pensei logo sobre o tamanho da notícia", contou ao Estado Giovanna Chirri, da agência italiana Ansa, a primeira a dar a notícia. "Era uma reunião ordinária e só quatro jornalistas apareceram para cobrir. Assim que entendi o que ocorria, corri. Fiquei tensa."
O Vaticano quer se renovar e fazer sua mensagem chegar ao mundo. Mas poucas vezes o embate entre o mundo moderno e a tradição de séculos foi tão clara como nesta semana.
O papa Bento XVI anunciou sua renúncia em uma língua morta, o latim. Apenas uma jornalista presente havia estudado o idioma e entendeu na hora a mensagem. Mas, ao traduzi-la, mergulhou de volta no mundo moderno: enviou uma notícia urgente que, em minutos, estava em sites de todo o mundo, enquanto alguns dos cardeais mais modernos a receberam em seus smartphones. Em poucas horas, a Praça São Pedro havia se transformado no maior set de tevê do mundo, com o desembarque de centenas de jornalistas.
Depois de escrever, Giovanna não conteve as lágrimas. “Fiquei triste pelo papa”, conta. Levaria mais três dias para Bento XVI aparecer em público e explicar ao mundo, em seis línguas, sua decisão de renunciar.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.