quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Monsanto contra agricultores

Mas a disputa entre exportadores de soja e a multinacional das sementes e dos agrotóxicos é só em relação aos lucros com a soja transgênica. Nem um lado nem o outro está preocupado com meio ambiente e saúde. A Monsanto passou a perna nos latifundiários.

Do saite do senador Roberto Requião. 
Monsanto descumpre acordo com plantadores de soja transgência
Agricultores brasileiros e a multinacional Monsanto não conseguem chegar a um acordo sobre a cobrança de royalties das sementes de soja geneticamente modificadas. Colocadas como a grande solução para o aumento da produtividade, as sementes encarecem o custo da produção e deixam os agricultores reféns da Monsanto já que no Brasil a soja RR1 é protegida por vários direitos de propriedade intelectual, inclusive patentes. A Federação da agricultura do Estado do Paraná (Faep) afirmou para a imprensa que as negociações com a Monsanto "foram duras". De acordo com o texto distribuído, a Faep, juntamente com a Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e outras federações haviam fechado um acordo com a Monsanto pelo qual os produtores rurais poderiam deixar de pagar royalties pelo uso de semente de soja transgênica RR1, cuja patente está sendo discutida judicialmente.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.