sábado, 22 de março de 2014

Nasa prevê fim da civilização em algumas décadas

A notícia não foi muito publicada aqui, mas também pode ser lida no O Globo e no Diário do Centro do Mundo, que conta que por causa do estudo a agência espacial americana está sendo chamada de comunista!
No entanto, diz o que qualquer um percebe e este jornalaico, sem dispor de informações privilegiadas nem quadros formados nas melhores escolas e muito bem pagos, repete há algum tempo: o crescimento econômico contínuo movido pelo lucro extingue espécies, polui o ar, contamina a terra, seca os rios e destrói o planeta, que é a nossa casa e nossa origem.
Consequentemente, levará ao colapso da atual civilização, caso um novo modelo não seja estabelecido, o que não está nos planos dos poderosos do mundo.

Do Notícias ao Minuto.
Estudo Nasa prevê o fim da atual civilização 
Estudo financiado pela Nasa e divulgado esta semana pelo jornal britânico The Guardian assegura que a atual civilização industrial está condenada a desaparecer nas próximas décadas. Isto porque existe uma exploração não sustentável dos recursos energéticos, mas também porque há uma grande desigualdade na distribuição da riqueza.
O grupo de investigadores liderados pelo matemático Safa Motesharri estudou os fatores que levaram ao declínio das antigas civilizações e concluíram que o "processo de progresso e declínio das civilizações é, na verdade, um ciclo recorrente ao longo da história", cita o The Guardian.
Os investigadores estudaram a dinâmica homem-natureza das várias civilizações que desapareceram ao longo dos séculos e identificaram os fatores (população, clima, água, agricultura e energia) que melhor explicam o declínio civilizacional e que podem ajudar a determinar o risco do fim da atual civilização.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.