terça-feira, 18 de março de 2014

Teles boicotam internet popular

Quem faz reportagem elementar, de interesse da população, agora são os veículos alternativos da internet.

Da Rede Brasil Atual.
Programa Nacional de Banda Larga segue inacessível à população
Proposta do governo federal para democratização do acesso à internet continua sofrendo com o boicote das teles e as exigências das operadoras de telefonia  
por Malu Damázio e Rodrigo Gomes, da RBA

São Paulo – Seis meses após a primeira tentativa, a RBA buscou – novamente em vão – assinar o pacote de R$ 35 mensais, por 1 megabite de velocidade de acesso, com o qual o governo federal anuncia que pretende democratizar o acesso à internet. Três das quatro empresas de telefonia habilitadas a oferecer o Programa Nacional de Banda Larga (PNBL) continuam boicotando o acesso da população ao serviço. E uma delas chegou a abrir o processo de contratação, mas deixou a reportagem esperando na linha até a desistência.
O Ministério das Comunicações divulgou nesta semana que o programa agora "beneficia" 4.500 municípios, em 25 estados e no Distrito Federal (na reportagem anterior eram 3.412). A RBA tentou contratar o serviço com as empresas privadas parceiras do governo federal Telefônica/Vivo, CTBC/Algar Telecom, Oi e Sercomtel, tanto pela internet como no atendimento telefônico das empresas.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.