terça-feira, 29 de outubro de 2013

Dois "mensalões", dois pesos e duas medidas

Aos petistas, julgamento no STF, sem direito a recursos, condenação sem provas e penas elevadas; aos tucanos, julgamento na justiça regional e absolvição. É a justiça brasileira.

Do Jornal GGN.
Mensalão mineiro: MPF vai recorrer da absolvição do executivo Holton Brandão 
O MPF MG (Ministério Público Federal em Minas Gerais) recorreu, nesta segunda-feira (28/10/13), da sentença proferida pelo juiz da 4ª Vara Federal de Belo Horizonte, que absolveu mais um executivo do Banco Rural, Holton Gomes Brandão, dos crimes praticados no processo conhecido como mensalão mineiro. O recurso será julgado pelo TRF (Tribunal Regional Federal) da 1ª Região, em Brasília.
O ex-vice-presidente Holton Brandão, integrante da Diretoria Executiva e do respectivo Conselho de Administração do Banco Rural na época, foi denunciado pelo MPF MG em 2008, juntamente com outras 25 pessoas, pelo crime de lavagem de dinheiro. Segundo a acusação, as empresas DNA Propaganda e SMP&B Comunicação Ltda., controladas por Marcos Valério, Clésio Andrade, Ramon Hollerbach e Cristiano Paz, conseguiam empréstimos temerários e fraudulentos perante o Banco Rural, destinando parte deles para o financiamento da campanha de Eduardo Azeredo (PSDB) e Clésio Andrade (PMDB) ao governo de Minas Gerais.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.