terça-feira, 10 de setembro de 2013

Deputados querem distância do povo

Quanto menos nos representam, mais se isolam. Vivem mesmo na fantasia das elites, não entendem que só estão lá porque foram eleitos, que o seu poder emana do povo, como diz a Constituição, e que só o voto do povo justifica sua existência. Na Câmara -- como nos estádios e nas ruas -- também quem dita as normas neste Estado policial é a polícia. E o PT assumiu definitivamente o papel de partido da ordem.

Da Agência Brasil.
Câmara proíbe faixas e limita número de visitantes 
Ivan Richard
Brasília – A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados aprovou hoje (10/9/13), por unanimidade, resolução que limita o número de pessoas nas dependências da Casa, e proíbe ingresso de manifestantes carregando banners, cartazes e faixas. Pela nova regra, além dos parlamentares, funcionários – do quadro e terceirizados – jornalistas credenciados e convidados, 1,7 mil visitantes poderão frequentar a Câmara diariamente.
A limitação foi adotada para atender orientações do Corpo de Bombeiros. "Estudos realizados pelo Departamento Técnico e pelo Departamento de Polícia Legislativa, em atenção às vistorias realizadas pelo Corpo de Bombeiros, demonstram a necessidade do estabelecimento de limites de ocupação de cada espaço físico do Complexo Arquitetônico da Câmara dos Deputados", diz trecho da resolução.
"Temos que ter uma política de evacuação, de cuidado pelas pessoas que estão aqui. Não tem o objetivo de restringir a participação popular. Queremos que ela seja garantida, mas de forma ordeira", argumenta o vice-presidente da Câmara, deputado André Vargas (PT-PR). Incomodados com as constantes manifestações no plenário e nas comissões, vários líderes haviam se manifestado favoravelmente à restrição do número de pessoas na Câmara.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.