terça-feira, 17 de setembro de 2013

Para quem governa o governo dos EUA

Para Monsanto e Cargill, por exemplo.

Do saite do MST.
Congresso dos EUA estende Lei de Proteção à Monsanto
Uma provisão orçamentária para proteger as sementes geneticamente modificadas de quaisquer litígios sobre riscos à saúde foi estendida por três meses pela Câmara dos Estados Unidos na última terça-feira (10/9/13).
Chamado de "Lei de Proteção à Monsanto" pelos seus opositores, o orçamento piloto blinda gigantes da biotecnologia como Monsanto, Cargill e outras, de quaisquer possíveis ameaças de processos legais e proíbe que o tribunal federal intervenha para forçar o fim da venda de transgênicos (OGM -- Organismos Geneticamente Modificados) mesmo se o produto tiver efeitos nocivos à saúde.
O projeto piloto da biotecnologia foi notícia pela primeira vez em março, quando foi incluído de última hora na Lei de Apropriações do Departamento de Agricultura para 2013, uma lei de financiamento de curto prazo que foi aprovada para evitar uma paralisação do governo. A atual extensão de três meses é parte da Resolução da lei de gastos FY14.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.