domingo, 29 de setembro de 2013

O Gabinete Digital do governo federal

Do Portal Brasil.
Presidenta Dilma apresenta novo Portal Brasil
Junto com a estreia de sua fan page no Facebook, o novo Portal Brasil pretende ser a porta de entrada da relação do cidadão com o governo federal

A presidenta Dilma Rousseff apresentou nesta sexta-feira (27/9/13) o novo Portal Brasil em cerimônia no Palácio do Planalto. "Nossa ideia é mudar o governo de analógico para digital. O Gabinete Digital é esse esforço", afirmou a presidenta.
O Gabinete Digital é uma iniciativa online do Governo Federal para ampliar o acesso do cidadão à informação pública, serviços, prestação de contas e participação popular nas decisões.
"Queremos construir uma prática sistemática de ouvir as ruas, o que querem as universidades, o que querem as pessoas do campo, dos diferentes segmentos sociais, e ouvir as redes sociais, ter com elas uma interação. Isso que permite que eu diga que o Portal Brasil, que estamos hoje lançando na nova forma, é mais um instrumento pra exercício da cidadania", complementou Dilma.
A íntegra.

Do jornal GGN.  
Como Dilma descobriu as redes sociais e lançou o Gabinete Digital
Luís Nassif

O "Gabinete Digital", lançado ontem pela presidente Dilma Rousseff, é a primeira manifestação graúda do governo em relação ao fenômeno das redes sociais. A ideia ganhou força a partir de boatos criados na velha mídia, e propagados nas redes sociais, sobre o suposto apagão iminente.
Em 10 de janeiro passado, escrevi o artigo "O desafio da comunicação pública" (http://glurl.co/cs8) mostrando a junção de dois fenômenos midiáticos: a tendência histórica à escandalização de cada tema pela velha mídia; o fenômeno da expansão viral das notícias pelas redes sociais.
Nas eleições de 2010, Dilma já havia sido vítima de campanhas de difamação. Por e-mail e pelo Twitter foi montada uma enorme estrutura de propagação de boatos, reforçada pelo noticiário da velha mídia. Ou seja, criavam-se boatos de fontes apócrifas, depois os jornais tratavam como informação checada. Exemplo maior foi o caso da ficha falsa de Dilma no Dops.
Pouco antes das manifestações de junho, quando o desgaste do governo era perceptível, Dilma já tinha acordado para a importância de sistemas de informação do governo com coordenação centralizada.
O porta-voz Thomas Traumann montou a estratégia e a montagem da rede foi entregue ao que é considerado, internamente, o mais competente gerente do governo Dilma: Valdir Simão, a quem é atribuído o feito de ter eliminado as filas do INSS.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.