quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Lacerda agora quer fazer "nova BH"

É impressionante a cara de pau do prefeito Lacerda, o amigo dos empresários, ele próprio um milionário. É incapaz de arrumar um passeio e de fiscalizar o trânsito, não consegue concluir nenhuma obra e no entanto continua lançando projetos megalômanos. Segue o modelo Aécio, seu interesse é só dar obras para as empreiteiras e fazer propaganda. O modelo previsto é aquele que burla os limites de construção, entupindo a cidade com mais edifícios que não poderiam ser construídos de outra forma.

Do Portal Minas Livre.
Projeto Nova BH é atingido por avalanche de críticas
por Thaíne Belissa 

O novo projeto de urbanização da Prefeitura de Belo Horizonte, Nova BH, está alterando  ânimos e gerando polêmica entre vereadores, arquitetos e comunidade. Com uma proposta audaciosa de modificar a ocupação urbana da cidade, induzindo o desenvolvimento e a construção de empreendimentos em dois grandes corredores, o projeto já foi motivo de discussões acaloradas e até de uma pequena "greve" entre parlamentares, que, durante uma semana, trancaram a votação de projetos na Câmara Municipal. Segundo o vereador Adriano Ventura (PT), a casa só voltou ao seu funcionamento normal depois que o prefeito Márcio Lacerda garantiu que o Nova BH só será votado após a Conferência de Políticas Urbanas, no ano que vem.
O projeto consiste em induzir o desenvolvimento em quase 25 Km² da capital, mais especificamente no trecho da Avenida Antônio Carlos e Pedro I e no corredor Leste-Oeste, que inclui as avenidas dos Andradas, Tereza Cristina e Via Expressa.  Isso acontecerá por meio de uma relação de compra e venda entre a prefeitura e as construtoras. O município vende às empresas o chamado potencial construtivo, que é o direito de construir em determinados lugares. Com esse dinheiro, a Prefeitura investe em melhorias para a comunidade da área em questão.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.