quinta-feira, 27 de junho de 2013

A morte do jovem na manifestação em Belo Horizonte

Jovem fugia de bombas jogadas pela polícia nos manifestantes pacíficos, apesar do compromisso do governador Anastasia de que isso não aconteceria.
Enquanto isso, baderneiros (ou seriam provadores infiltrados, conforme denúncias?) queimavam e incendiavam lojas e carros sem serem incomodados pelos 5 mil policiais mobilizados pelo governo.

Da Rede Brasil Atual.
Morre estudante que caiu de viaduto durante protesto em Belo Horizonte 
Douglas Henrique de Oliveira tinha 21 anos e é a quinta pessoa a morrer em consequência dos protestos que tomaram de assalto as principais cidades brasileiras desde o começo de junho

O protesto de ontem em BH deixou sete feridos e 25 presos, com repressão próxima ao Mineirão
São Paulo – O jovem que caiu de um viaduto no protesto reprimido ontem (26) pela Polícia Militar em Belo Horizonte, na Avenida Antônio Carlos, perto Mineirão, morreu hoje (27) no hospital, vítima de fraturas múltiplas. A manifestação, que reuniu mais de 50 mil pessoas, ocorreu durante a partida entre Brasil e Uruguai pela semifinal da Copa das Confederações.
Quando tentou se aproximar do estádio, para demonstrar suas discordâncias com a organização do evento, a marcha foi duramente reprimida pela polícia – que na semana passada alertou que teria "tolerância zero" com os manifestantes. Por exigência da Fifa, as autoridades brasileiras devem estabelecer um cordão de isolamento em torno das arenas que abrigam os embates da Copa das Confederações. A mesma regra valerá para a Copa do Mundo de 2014.
O jovem que caiu do viaduto e acabou morrendo se chama Douglas Henrique de Oliveira, tinha 21 anos e é a quinta pessoa a morrer em consequência dos protestos que tomaram de assalto as principais cidades brasileiras desde o começo de junho. Na segunda-feira (24), duas mulheres morreram atropeladas por um motorista que lançou seu veículo contra uma barreira feita por manifestantes em uma estrada de Goiás.
A íntegra.

Do jornal O Tempo.
Mãe de jovem que morreu em manifestação em BH implorou para que ele ficasse em casa
Aline Diniz
O jovem morava com a mãe e duas irmãs no bairro Nacional, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. Douglas já havia participado de uma manifestação na capital mineira.
A morte precoce do rapaz trouxe, além de sofrimento, revolta para a família. De acordo com Rogério Caetano, um amigo de seu sobrinho contou que ele pulou o viaduto para se defender. "O acidente aconteceu enquanto ele fugia de uma bomba da polícia. Meu sobrinho não era vândalo e não merecia isso", afirmou.
O parente do garoto disse também que a família não recebeu nenhum tipo de suporte do governo ou da polícia. "As únicas pessoas que conversaram conosco foram os médicos e enfermeiras, ninguém da polícia nos explicou nada", informou Oliveira.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.