quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Agência Internacional de Energia quer ações imediatas para conter mudanças climáticas

Da Alai Amlatina, via Agência Carta Maior.
Mudança climática: 2020 será muito tarde
Gerardo Honty 

A Agência Internacional de Energia (AIE) publicou um relatório especial sobre o futuro do clima e as negociações internacionais com uma advertência aos governos: o ano de 2020 será demasiado tarde para tomar decisões. Na avaliação da agência, algumas medidas devem ser adotadas antes dessa data, caso se queira "manter vivo o objetivo de 2ºC" e o setor de energia deve reduzir suas emissões a partir de agora a uma taxa de 5%/ano.
Evitar a mudança climática perigosa implica manter um nível de concentração de gases de efeito estufa abaixo das 450 ppm que assegure um aumento da temperatura média do planeta não acima dos 2ºC. Essa é a meta traçada pela Convenção da Mudança Climática, realizada em 2009.
A última rodada de negociações da Convenção da Mudança Climática (Doha, dezembro de 2012) estabeleceu um novo roteiro (Doha Climate Gateway), definindo o anos de 2015 como data limite para alcançar uma série de acordos que entrarão em vigor em 2020. O relatório da AIE alerta, porém, que essa é uma data demasiado longínqua para assegurar a manutenção da estabilidade climática em virtude das emissões que terão sido acumuladas até lá.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.