segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Globo argentina se divide em seis

Argentina dá o exemplo e a liberdade de imprensa avança na América Latina.
Grupo Clarín praticamente monopoliza os meios de comunicação no país vizinho, como a Globo faz aqui, mas lá o governo agiu para democratizar a imprensa.

Do Opera Mundi.
Governo argentino aprova plano de adequação do Clarín à Lei de Meios
O governo argentino aprovou nesta segunda-feira (17/2) o plano do Grupo Clarín de adequação à Lei de Meios. A decisão foi tomada por unanimidade pela Autoridade Federal de Serviços de Comunicação Audiovisual (Afsca).
Agora, o conglomerado, o maior do país, terá que dividir sua estrutura atual em seis empresas independentes. O Clarín e os outros grupos que foram afetados pela lei terão 180 dias para completar a transferência dos títulos, que envolvem emissoras de TV e de rádio.
"Com a adequação do Clarín aos limites da lei não acaba seu direito a informar e opinar com liberdade, que sempre defenderemos. Acaba sua possibilidade de impor-se como um gigante econômico e monopólico para manipular a opinião pública e condicionar a democracia", opinou o presidente da Afsca, Martín Sabatella, de acordo com o comunicado. "É o início do fim das posições hegemônicas no mercado da comunicação que tanto prejuízo fizeram e fazem à pluralidade de vozes e à liberdade de expressão."
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.