quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

O sucesso novo de House of Cards

House of Cards é exemplar não apenas por mostrar mais uma vez a ascensão da internet e a decadência da tevê, mas também por revelar a manipulação da informação. Não interessa à velha imprensa falar do seriado que é um sucesso, mas interessa promover filmes medíocres dos quais participa financeiramente. O espaço na imprensa e o tamanho da matérias e dos títulos é definido pelos interesses econômicos em jogo.
A internet mudou nossa forma de buscar informação, a televisão que nos dá o que quer quando quer ficou obsoleta. Ela vai sobreviver, mas não terá mais o poder que teve, assim como aconteceu com o rádio e o cinema. A TV terá de se adaptar e se redefinir, será obrigada a perder sua arrogância. Isso é decadência e explica o barulho reacionário que essa gente faz ao perder o poder.

Do Diário do Centro do Mundo. 
"É o começo do fim das grandes redes de TV": Kevin Spacey fala de 'House of Cards', política e internet 
Harold Von Kursk

- Haverá mais séries produzidas para a Internet?
- Tenho certeza de que vamos ver muito mais séries financiadas e lançadas desta maneira. É o que se passa na frente da câmera – o conteúdo – que é o mais importante. Estamos agora na fronteira de encontrar novas formas de entregar esse conteúdo e isso vai sacudir a indústria.
Temos visto há algum tempo que os filmes e as séries estão sendo consumidos de maneira radicalmente diferente. As gerações mais jovens fazem as coisas instantaneamente, o que inclui a programação de entretenimento. Todos os episódios de “House of Cards” foram postos no ar de uma vez. As pessoas descobriram que existem vantagens de estar no controle do conteúdo de que querem desfrutar. As pessoas gostam de estar no comando, em vez de depender de programadores de redes de televisão.
É o equivalente a ter um romance sobre a mesa de sua casa. Você o apanha e lê quando e como quiser – no sofá, na cama ou na praia. A mesma coisa se aplica à forma como as pessoas assistem TV. Você não precisa esperar por uma quarta-feira às 21:00 para ver seu programa favorito.
- House of Cards é o começo do fim da TV como a conhecíamos?
- O declínio das grandes redes de TV é um processo que se iniciou há muitos anos. Elas são confrontadas com o desafio de responder à produção de séries inteligentes e criativas e vêem sua audiência diminuir. As mentes mais brilhantes e criativas podem usar a internet para aparecer. As câmeras estão ficando menores e mais baratas e, no fim das contas, o que importa é o que se passa na frente da lente. Para o público, a plataforma simplesmente não importa mais.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.