terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

O lobby do agronegócio e a violência no campo

O protofascismo cresce mais do que soja nos latifúndios brasileiros.
Deputados do lobby do agronegócio atacam "quilombolas, índios, gays, lésbicas e tudo que não presta (que) está aninhado no governo federal", dizem que o Cimi -- Conselho Indigenista Missionário está por trás de tudo que acontece no campo e defendem que ruralistas formem exércitos particulares para expulsar indígenas como já expulsaram sem-terra.

Do saite do Greenpeace

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.