sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Goiás transfere escolas públicas para a Polícia Militar

Como entender este fato absurdo?
As polícias militares são uma herança da ditadura incapazes de combater o crime e que continuam reprimindo manifestações populares. Precisam ser reformadas para se tornaram polícias da democracia. Os próprios policiais pensam assim.
Em vez disso, o governo de Goiás vai entregar escolas públicas para a PM administrar?! O que a PM entende de educação? Não está dando conta nem da segurança e ganha uma nova função?!
Que tipo de cidadão será formado nessas escolas militares? 

Do jornal GGN.
Educação sitiada: escolas a serviço da militarização das cidades 
Especial produzido em parceria entre o Centro de Referências em Educação Integral e o Portal Aprendiz 

O anúncio de que até o final de 2014, sob o pretexto de diminuir a violência e melhorar o desempenho dos alunos, ao menos 19 escolas públicas do estado de Goiás serão repassadas à Polícia Militar, trouxe a educação para o centro do debate sobre a militarização da sociedade.Criadas a partir de uma parceria técnico-pedagógica entre as Secretarias Estaduais de Segurança Pública e Educação, envolvendo também as subsecretarias regionais de ensino, as escolas atendem estudantes do Ensino Fundamental II e Ensino Médio, em todos os períodos, a partir de uma estrutura pedagógica rígida, baseada na disciplina individual e coletiva.
Inseridas em cidades com altos índices de violência – Valparaíso, por exemplo, ocupa o segundo lugar entre os municípios de Goiás, com 80,9 mortes a cada 100 mil habitantes – as instituições de ensino militares são uma promessa do estado para controlar episódios de indisciplina e desvios de conduta, além de ocorrências mais graves dentro ou no entorno das escolas.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.