quinta-feira, 21 de março de 2013

Eleição no sindicato dos servidores da prefeitura de BH tem chapa do patrão

Chapa 2 foi formada por servidores tucanos que fizeram campanha para a reeleição do prefeito Lacerda. As esquerdas se uniram na Chapa 1. É uma boa hora para se começar a reconstruir a oposição também na cidade.

Do Portal Minas Livre.
Eleição para Sindibel polariza direita e esquerda
Por Joana Tavares
Começou na manhã de hoje (20/3/13) e vai até dia 22 a eleição da nova diretoria do Sindicato dos Servidores Municipais de Belo Horizonte (Sindibel), representante de uma base de quase 30 mil pessoas. A categoria, que está em campanha salarial e exige 22% de reajuste, vai escolher qual das duas chapas vai comandar o sindicato de 2014 a 2017. Uma delas, de continuidade, reúne todas as correntes de esquerda. A outra é apoiada pelo PSDB Sindical, como parte do projeto do partido de se aproximar e disputar o movimento sindical.
Segundo Israel Arimar de Moura, atual secretário-geral do Sindicato e candidato a presidente da Chapa 1, alguns sindicalistas – inclusive membros da atual diretoria – decidiram montar a chapa de oposição após participarem da campanha de reeleição de Márcio Lacerda para a Prefeitura. "Como o PSDB está no governo da prefeitura, nossa avaliação é que se as eleições fossem ganhas pela Chapa 2, o sindicato estaria na mão do patrão. Por isso a unidade", diz.
Israel relata que foram feitas ameaças de invasão do sindicato no dia da eleição – é na sede que votam os aposentados –, de impedimento da saída de urnas e outras posturas consideradas autoritárias por um empresário contratado pela Chapa 2. Confira a entrevista completa.

Minas Livre – O Sindibel representa todos os trabalhadores da Prefeitura, de várias categorias profissionais. Como funciona isso, um trabalhador pode então se sindicalizar em mais de um sindicato?

Israel de Moura – Noventa por centro dos funcionários da Prefeitura são representados exclusivamente pelo Sindibel. Mas temos outra parcela que são filiados a mais de um sindicato, como, por exemplo, os professores, que podem se filiar ao Sindibel e ao Sind-Rede. Outras categorias, como os médicos, engenheiros, dentistas também possuem sindicatos estaduais. O pessoal municipalizado da saúde é filiado ao Sindibel, mas continua filiado ao Sind-Saúde, que é o sindicato estadual da categoria.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.