sábado, 3 de setembro de 2011

"O Brasil tem de resistir à Fifa." A entrevista de Andrew Jennings a Romário

Entrevista pela qual o dono da CBF, Ricardo Teixeira, anunciou que processará o jornalista britânico, quando chegar a Londres, na próxima segunda-feira. O deputado ex-jogador informou em entrevista à ESPN que Jennings comparecerá ao Congresso para mostrar provas contra Teixeira. "Após a corrupção na África do Sul, quando tantos estádios de futebol desnecessários foram construídos – e os lucros foram para políticos e empreiteiros corruptos – o Brasil, que ainda tem de superar a pobreza, será analisado pelo resto do mundo. O Brasil precisa resistir à pressão da Fifa", diz o jornalista na entrevista. "É o momento para a presidente Dilma Rousseff tomar medidas para encerrar este escândalo. Meu conselho é que ela deve chamar Teixeira. Ele deve ser despejado rapidamente da organização de 2014, uma faxina no Comitê Organizador Local. Há uma abundância de talentos no Brasil para substituí-los e produzir um grande torneio com o orçamento disponível."

Jornalista Andrew Jennings concede entrevista exclusiva ao deputado Romário

Romário - Há quanto tempo você vem investigando a corrupção no esporte?
Andrew Jennings - Eu tenho sido um repórter investigativo há 40 anos e 20 anos atrás eu estava investigando a máfia de Palermo e as suas operações na Europa, Reino Unido e América do Norte. Um dia, durante as filmagens em Palermo, fiquei frente a frente com um mafioso muito irritado, que nos mandou parar de filmar. Esta experiência e entendimento de como as famílias do crime organizado operam foi o treinamento perfeito para o próximo alvo - as federações esportivas internacionais. Eu pensei que este trabalho não iria durar muito tempo. Vinte anos depois ainda estou desenterrando evidências de corrupção – especialmente na Fifa! Não tenho dúvidas de que a Fifa é uma família do crime organizado e que Blatter (presidente da Fifa) mantém a sua influência distribuindo fartamente ingressos da Copa do Mundo.

Romário - Por que está tão interessado em Ricardo Teixeira, na CBF e no envolvimento deles na Copa do Mundo de 2014?
Andrew Jennings - Qualquer fã – ou repórter – tem de estar interessado em quem está hospedando a próxima Copa do Mundo e como os preparativos estão indo. Após a corrupção na África do Sul quando tantos estádios de futebol desnecessários foram construídos - e os lucros que foram para políticos e empreiteiros corruptos – o Brasil, que ainda tem de superar a pobreza, será analisado pelo resto do mundo. Globalmente, não há confiança na CBF. Há também pouca confiança nas demonstrações freqüentes do secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, de que o Brasil não está se preparando rápido o suficiente. Se isso é verdade ou não, de qualquer maneira, observadores internacionais notam a relação calorosa entre Teixeira e Valcke. O Brasil precisa resistir à pressão da FIFA. Estou certo de que nos últimos anos, Blatter prometeu a Teixeira que o brasileiro seria o próximo presidente da Fifa. Mas com os dois envolvidos em tantos escândalos, isso é menos provável.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.