sexta-feira, 29 de junho de 2012

Evangélicos já são um quinto dos brasileiros

Quase um quarto, segundo o IBGE. Esta vai com foto porque a imagem impressiona. Em BH também é assim, o templo da Iurd é imponente como um templo grego. Não é à toa: Edir Macedo criou uma potência, que, como toda religião, prima pelo poder temporal e quer expressá-lo nos seus templos. Aumentaram ainda os índices de espíritas, de outras religiões e sem religião. Também não é à toa que a igreja católica resolveu construir sua nova catedral em BH.


(Divulgação) Templo evangélico da Igreja Universal do Reino de Deus no Rio de Janeiro

Do Último Segundo.
Com mais 16 milhões de fiéis em 10 anos, evangélicos são 22,2% dos brasileiros
Os evangélicos foram o segmento religioso que mais cresceu no Brasil no período entre os censos de 2000 e 2010. Segundo os números divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira, em 2000, os evangélicos representavam 15,4% da população. Em 2010, com um aumento de cerca de 16 milhões de pessoas (de 26,2 milhões para 42,3 milhões), chegaram a 22,2%. Em 1991, este percentual era de 9,0% e em 1980, 6,6%.
De acordo com o Censo, a proporção de católicos seguiu a tendência de redução observada nas duas décadas anteriores, embora permaneça majoritária. Em paralelo, consolidou-se o crescimento da população evangélica. A pesquisa indica também o aumento do total de espíritas, dos que se declararam sem religião, ainda que em ritmo inferior ao da década anterior, e do conjunto pertencente às outras religiões.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.