segunda-feira, 2 de julho de 2012

Eleição em BH vira prévia de 2014

O PT foi o último a saber. Palmas para o vice-prefeito Roberto Carvalho, o único certo nessa história desde o começo, além do deputado Rogério Correia. De algumas tristes figuras dá pena. E agora, PT? Com Patrus candidato, será possível pelo menos recuperar a dignidade perdida, desde que Pimentel inventou essa aliança com Aécio. A cara de pau do Lacerda não tem limites. Figura menor, que não existiria sem Pimentel, joguete de Aécio, ele quer bater asas sozinho, mas não parece ter personalidade para tanto. Se não der a Aécio a vitória que ele quer, será descartado e encerrará sua breve e sombria carreira política. Já a carreira do Aécio, provável candidato tucano à presidência em 2014, só engordou durante a administração Lacerda, às custas do definhamento do PT. Com o racha, o PT será obrigado a se unir e lançar sua força máxima: Patrus. A eleição em Belo Horizonte ganha outra conotação e se torna tão importante ou mais do que a eleição em São Paulo. Belo Horizonte é a base do Aécio: se Lacerda for reeleito, o tucano estará mais forte do que nunca; se perder, sua candidatura sofrerá abalo. Tradicionalmente, o candidato que vence em Minas vence no Brasil, Minas representa a média nacional. Os míopes petistas demoraram quatro anos para ver isso, talvez não tenham visto ainda. O golpe de Lacerda, por ordem de Aécio, não é "traição", é política. Traição é o que os petistas belo-horizontinos liderados por Pimentel fizeram com seus eleitores. Terão de se esforçar muito para recuperar sua confiança.

Do Estadão.com.br. 
PT confirma fim da aliança com PSB em Belo Horizonte
Marcelo Portela, de O Estado de S.Paulo
A direção do PT em Minas Gerais confirmou nesta segunda-feira, 2/7/12, o fim da aliança com o PSB para a disputa pela reeleição do prefeito de Belo Horizonte, o socialista Márcio Lacerda. Nesta terça, 3, petistas mineiros se reúnem com a direção nacional do partido em São Paulo para indicarem à instância máxima da legenda o nome do ex-ministro Patrus Ananias como candidato para a disputa pelo Executivo da capital mineira. Já Lacerda afirmou que tentará "até o último minuto" recompor a aliança, mas já anunciou como vice o secretário municipal de Governo Josué Valadão (PP) no lugar do deputado federal Miguel Corrêa Júnior (PT).
A direção estadual do PT homologou o lançamento de candidato própria, decidida na convenção do partido, no sábado, 30, após a legenda ser comunicada da decisão do PSB de não fazer coligação proporcional na capital, considerada pelos petistas como "traição" de Lacerda. E informou que ainda nesta segunda o prefeito deveria receber comunicado petista entregando os cerca de 900 cargos em todos os escalões que o partido tem na administração municipal.
A íntegra.

Um comentário:

  1. E não é só em Minas. O PSB traiu em Fortaleza e Recife, também. Só os descansados do PT não perceberam que essa aliança era apenas jogada.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.