terça-feira, 24 de julho de 2012

Folha é desmentida mais uma vez

Pela Justiça. É o caso da ex-ministra Erenice Guerra, afastada do cargo depois de denúncia da Folha. Mas o jornal cara de pau não se retrata. Folha -- assim como Veja e Globo -- não faz jornalismo, faz política.

Da Folha de S. Paulo.
Justiça Federal arquiva processo contra Erenice Guerra
Filipe Coutinho, de Brasília
Um ano e sete meses depois de aberto, o inquérito que apurou tráfico de influência na Casa Civil durante a gestão da ex-ministra Erenice Guerra foi arquivado pela Justiça Federal.
O advogado Mário de Oliveira Filho afirmou à Folha que a Justiça não encontrou provas de que sua cliente e familiares cometeram crime.
O juiz Vallisney de Souza Oliveira, que determinou o arquivamento, não foi encontrado pela reportagem para comentar o assunto. A Justiça Federal em Brasília também não informou o conteúdo da decisão.
O Ministério Público Federal no Distrito Federal e a Polícia Federal, que, segundo o advogado, acompanharam a decisão do juiz, não se pronunciaram.
Erenice perdeu o cargo de ministra da Casa Civil em 2010, em meio à disputa presidencial. A queda ocorreu no dia em que a Folha revelou que ela recebeu no gabinete um empresário e o orientou a contratar a consultoria do seu filho para conseguir um empréstimo no BNDES.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.