sábado, 25 de outubro de 2014

O ódio das elites

Se os crimes das elites são hediondos, devemos lembrar sempre que os da "grande" imprensa o são em dobro, pois é ela que vem alimentando o rancor dos tolos, dia após dia, há doze anos.
É provável que muitos um dia despertem da idiotia para ver como foram manipulados no que têm de pior.

Do portal Fórum.
Bullying eleitoral: quando o voto anti-PT afeta até a consulta médica
outubro 24, 2014 19:59
Discurso de ódio eleitoral faz com que médicos e professores universitários usem a autoridade para tentar convencer pacientes e alunos a votar em Aécio Neves

Por Anna Beatriz Anjos

Aurora Andures, de 48 anos, é estudante de Medicina da Universidade Presidente Antonio Carlos (Unipac), localizada em Araguari, cidade no oeste de Minas Gerais. Agora no sexto ano, ela não se esquece de como vivia há pouco tempo, quando trabalhava como cortadeira de confecção. Até 2005, não tinha sequer ensino médio. Graças ao ProUni e aos “programas do PT”, como gosta de dizer, conseguirá realizar o sonho de se formar médica. Por isso, nestas eleições, escolheu reeleger Dilma Rousseff para o cargo mais alto do país.
A opção de voto de Aurora sempre foi clara a quem convive com ela. Na faculdade, entretanto, ela é contestada pelos colegas e, em especial, por um de seus professores. "Ele usa de coação tanto comigo quanto com os pacientes [que atende nos ambulatórios da universidade]. Na verdade, principalmente com os pacientes, culpando-os por terem ‘votado errado’ nessa ‘corja de petralhas’ que aí está", relata. E continua: 'Quando pacientes tentam entrar para a fila de cirurgias, por exemplo, diz frases do tipo: ‘É impossível você se operar. Quem mandou votar no PT?’”. Com ela, o professor utiliza de outro argumento: “Como pode você, uma médica, ir contra a sua classe?”, diz a aluna. A Unipac, contatada pela reportagem, não respondeu até o fechamento da matéria.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.