domingo, 12 de outubro de 2014

A entrevista do candidato tucano ao Estadão

Um candidato a presidente com carteira apreendida por dirigir bêbado. De que moralidade falam seus partidários? Em que mudança acreditam seus eleitores?
Em 1989, a imprensa toda comentava coisas gravíssimas sobre Collor, mas quase nada era publicado, pois o interesse dos donos de jornais, revistas, rádios e televisões era derrotar Brizola e Lula.
Depois que Collor foi eleito, o que se sabia sobre ele começou a ser publicado. E deu no que deu. O Brasil vai repetir a mesma história?

Do Pragmatismo Político, em 3/8/14.
Campanha de Aécio pede para Estadão remover vídeo suspeito
Internautas sugeriram que Aécio Neves parecia embriagado em vídeo divulgado pelo Estadão e assessoria do candidato tucano pediu que o material fosse removido 
com Blog do Rovai

O Estadão publicou o vídeo abaixo com destaque, mas já escondeu no site a pedido da assessoria do candidato tucano. A preocupação do comitê de Aécio é que pessoas mal-intencionadas confundissem o balançar de Aécio para frente e para trás e o acusassem de estar bêbado. Os assessores garantem que na ocasião havia uma forte ventania no local. E você pode conferir a veracidade da informação pelo balançar das folhas das árvores que estão atrás do candidato.
Aliás, a fala mole do candidato também tem a ver com o vento. O zunido alto atrapalhou a sua concentração, garantem os assessores. O senador já se envolveu em polêmicas anteriores em função do consumo de bebida alcoólica. Em 2011, foi flagrado bêbado em uma blitz da lei seca na noite do Rio de Janeiro e se recusou a fazer o teste do bafômetro. À época, Aécio teve a sua carteira de motorista, que estava vencida, apreendida.
Na entrevista de ontem para o Estadão, Aécio atacou o governo do PT e voltou a se defender sobre as acusações a respeito do aeroporto de Cláudio.
Vídeo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.