sábado, 25 de outubro de 2014

Histórias da oposição protofascista

A internet -- território livre e renovador de manifestação daqueles que não têm concessões de tevê e rádio, nem são proprietários de editoras de jornais e revistas -- está cheia de relatos como este abaixo, publicado pelo blog O Cafezinho, que sugere que os veículos de comunicação e os oposicionistas estão chocando o ovo da serpente nazista.
A referência é o célebre filme do cineasta sueco Ingmar Bergman. 
Eu mesmo presenciei inúmeras provocações, ofensas, agressões verbais na manhã deste sábado, em espaços públicos da zona da sul de Belo Horizonte ocupados por manifestantes da oposição. Além da agressividade da manifestação -- péssimo exemplo para as crianças, porque pais levavam seus filhos --, com buzinas, desfile de motos e coros de palavrões contra a presidente Dilma e o PT, similares àqueles gritados no estádio, em SP, durante a Copa do Mundo, cavaletes de propaganda eram destruídos. É claro que também havia gente educada e até simpática no meio, mas o ambiente predominante era de provocações e agressividade, num estilo protofascista.

"Foi a minha primeira consulta com o médico ginecologista na zona oeste da cidade de São Paulo. O único que aceitava o meu plano de saúde para realizar a tal cirurgia. Seis meses nessa lenga-lenga.
Assim que entrei em sua sala, o médico percebeu o adesivo da Dilma grudado no meu caderno. Ele então me olhou de cima abaixo, se levantou e rapidamente trancou a porta do consultório.
Em seguida, sentou-se na minha frente lentamente e iniciou o interrogatório num tom sombrio com a seguinte frase:
'Tenho uma curiosidade: por que vocês querem destruir o país?'"
A íntegra.
Foi a minha primeira consulta com o médico ginecologista na zona oeste da cidade de São Paulo. O único que aceitava o meu plano de saúde para realizar a tal cirurgia. Seis meses nessa lenga-lenga.
Assim que entrei em sua sala, o médico percebeu o adesivo da Dilma grudado no meu caderno. Ele então me olhou de cima abaixo, se levantou e rapidamente trancou a porta do consultório.
Em seguida, sentou-se na minha frente lentamente e iniciou o interrogatório num tom sombrio com a seguinte frase:
“Tenho uma curiosidade: por que vocês querem destruir o país?”
- See more at: http://www.ocafezinho.com/2014/10/25/direita-fascista-sai-do-armario-para-defender-aecio/#sthash.asiairBr.dpufFoi a minha primeira consulta com o médico ginecologista na zona oeste da cidade de São Paulo. O único que aceitava o meu plano de saúde para realizar a tal cirurgia. Seis meses nessa lenga-lenga.

Assim que entrei em sua sala, o médico percebeu o adesivo da Dilma grudado no meu caderno. Ele então me olhou de cima abaixo, se levantou e rapidamente trancou a porta do consultório.

Em seguida, sentou-se na minha frente lentamente e iniciou o interrogatório num tom sombrio com a seguinte frase:

“Tenho uma curiosidade: por que vocês querem destruir o país?”
- See more at: http://www.ocafezinho.com/2014/10/25/direita-fascista-sai-do-armario-para-defender-aecio/#sthash.asiairBr.dpuf

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.