sábado, 24 de dezembro de 2011

Mais crescimento com inclusão social em 2012

Vale a pena ver o primeiro pronunciamento de fim de ano da "presidenta". O governo Dilma brilha menos porque estávamos já acostumados ao governo Lula. Provavelmente se 2011 viesse depois de 2002, o último ano dos (des)governos FHC, estaríamos aplaudindo de pé a belo-horizontina.

Do Blog do Planalto.
Com estabilidade econômica, governo vai ampliar políticas sociais em 2012, diz presidenta
No pronunciamento transmitido hoje (23/12) em rede nacional de rádio e televisão, a presidenta Dilma Rousseff afirmou que o governo pretende ampliar, em 2012, as políticas sociais e garantir a estabilidade econômica do país. Ao fazer um balanço do primeiro ano de governo, ela disse que o programa Brasil sem Miséria, "que já produziu grandes resultados", vai se consolidar plenamente em 2012. Segundo a presidenta, 407 mil famílias extremamente pobres foram localizadas. Destas, 325 mil já estão incluídas no Bolsa Família. "Incluimos, também, mais 1,3 milhão de crianças e adolescentes no programa. Até o final do nosso governo, vamos fazer o maior esforço para retirar da miséria os 16 milhões de brasileiros que ainda vivem na pobreza absoluta", afirmou Dilma Rousseff. Ela citou ainda os programas Minha Casa, Minha Vida, que terá até 2014 R$ 125 bilhões em investimentos da Caixa Econômica e do Banco do Brasil, e o "Crack, é possível vencer", que dará assistência média, social e pedagógica aos dependentes e suas famílias. Na saúde, acrescentou, o Melhor em Casa leva assistência médica, de qualidade, na própria casa de milhões de brasileiros e o SOS Emergência vai continuar melhorando o atendimento nos principais pronto-socorros do país.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.