segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Um vexame leva a outro

Depois da goleada de ontem, o incompetente e destemperado Kalil, presidente do Atlético, insinuou que o time entregou o jogo e anunciou que não pagará o bicho prometido pelo não rebaixamento. Duas declarações estúpidas que só aumentam o sofrimento atleticano e confirmam sua incompetência. Comportou-se como torcedor, não como um líder. Revelou assim porque o Atlético é clube medíocre que é: é a imagem do seu presidente. O torcedor, apaixonado, revoltado, pode pensar e falar isso; o presidente, jamais, pois está presente no dia a dia do clube, escolhe e contrata a equipe, convive com todos eles. Num momento difícil assim, ele devia ficar unido ao time e ao treinador, preservando para o próximo ano o que houve de bom neste, aprendendo com a derrota. Ao mesmo tempo disse que manterá a "comissão técnica". Como assim? Ele vai manter um treinador no qual não confia, um treinador que entrega jogo? Para o Cuca, só existe uma opção: o pedido de desculpas públicas e convincentes do Kalil. Só assim o treinador manterá moral para comandar os jogadores que ficarem para a próxima temporada e ser respeitado pelos torcedores, impondo-se sobre um presidente que fala muito mais do que faz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.