sexta-feira, 26 de outubro de 2012

O último programa de Haddad

O discurso do Haddad se encaixa na Belo Horizonte de Lacerda, mas o PT mineiro não soube e não pôde fazê-lo, porque foi responsável pela catástrofe dos últimos quatro anos. Agora serão mais quatro anos em que BH estará em descompasso com o Brasil -- ou, como diz Haddad, enquanto a vida melhora da porta de casa pra dentro, graças ao bom governo federal, piora da porta pra fora, porque o governo municipal é desastroso. A vitória de Haddad em São Paulo significará uma renovação importante nos quadros de um PT envelhecido e golpeado. Lula sabia quem estava escolhendo. Sua trajetória, afirmando-se como bom prefeito, incluirá o governo do estado, a seguir (no meio do segundo mandato, possivelmente) e o credenciará inclusive para presidente, no futuro. O que mostra que o velho operário está jogando estrategicamente, coisa que não fez em Minas Gerais, onde aceitou Lacerda e impôs Hélio Costa. Minas é o calcanhar de aquiles do PT, justamente onde os tucanos serão mais fortes -- a não ser que Aécio não seja candidato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.