terça-feira, 23 de outubro de 2012

De como os dahilandeses reduziram a burocracia

Na Dahilândia, o governo democrático eliminou montanhas de papéis com uma providência tão simples quanto sábia. Quando um cidadão dahilandês é requisitado pelas autoridades para apresentar documentação, por exemplo, para renovação do ceritificado digital, não lhe são pedidas fotocópias. O dahilandês apresenta os documentos originais para conferência pelo funcionário. Estando tudo de acordo, ambos, funcionário e cidadão, assinam um formulário em duas vias atestando que os documentos foram apresentados em ordem; uma via fica em posse do cidadão, a outra é arquivada na repartição. Assim, o dahilandês é dispensado de gastar dinheiro e tempo tirando fotocópias, a repartição pública economiza espaço para guardar a papelada e todo o País evita desperdícios, especialmente de papel, que por lá é escasso e valorizado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.