domingo, 7 de outubro de 2012

João Saldanha no Roda Viva

E continuando na mistura de futebol e política deste 7 de outubro, nada melhor do que esta entrevista do João Saldanha, uma verdadeira e divertida aula de História. Não apenas pelo que o genial Saldanha diz, mas por tudo mais que cerca a entrevista e revela as diferenças entre o Brasil de 35 anos atrás e o de hoje: a qualidade do Roda Viva, a qualidade dos entrevistadores, a qualidade do entrevistado, que fala com destemor que o ex-presidente Médici foi o maior assassino da história do Brasil e desce o pau na imprensa corrupta. Mostra ainda o velho hábito dos jornalistas interromperem os entrevistados e o impedirem de falar, tentarem pôs palavras na sua boca e aparecer mais que eles. Mostra, enfim, as diferenças de comportamento, num momento em que o Brasil vivia a redemocratização e o neoliberalismo não tinha ainda tomado conta da cultura do País, empobrecendo as mentes, uniformizando tudo -- os entrevistadores, por exemplo, fumam livremente nas bancadas (João morreu em consequência de um enfizema pulmonar). Como acontece com os gênios, tudo que Saldanha falava várias décadas atrás parece óbvio hoje. O que não significa que tenha sido posto em prática, ao contrário: suas frases que arrancavam gargalhadas e espanto soam hoje como alertas. Não consta no Youtube a data da entrevista, mas pesquisando na internet descobri que é de 1987. Foi lançado este ano um documentários sobre o "João Sem Medo".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.